Leitor do MundoTRI vive o sonho de correr o Ironman Florianópolis após vencer lesões

    Em 20 fev 2016

      Em 2014, o triatleta Cristiano Silva participava somente de competições de Short Triathlon. Naquela época, completar os 3.800m de natação, 180km de ciclismo e mais 42,2km de corrida de um Ironman era um sonho muito distante, isso até Cristiano ter contato com o MundoTRI.

      Naquele ano, ele foi o vencedor do Bolão do Ironman Florianópolis que realizamos, o que o motivou a alçar novos voos. “O fato é que, ao ter a sorte no bolão, me comprometi a ir adiante e fazer o Ironman 70.3 Brasília 2015 e o Ironman Florianópolis 2016”, conta o triatleta.

      Mas o caminho de Cristiano não foi fácil. No início do ano passado, uma inflamação no tendão de Aquiles do pé esquerdo o desafiou nos treinos. Pouco depois, veio uma fratura no pé direito. Sem desanimar, o triatleta fez o que pôde, treinando inclusive deep running na piscina para conseguir completar o Ironman 70.3 Brasília 2015.

      Cristiano em Brasília. Foto: arquivo pessoal

      Cristiano em Brasília. Foto: arquivo pessoal

      Primeira meta vencida, era a vez de pensar em Florianópolis. Com a inscrição garantida, o seu maior desafio como atleta está pela frente. “Hoje, já estou nos treinos para Floripa e, em maio, sentirei na pele o que é ser um Ironman”, conta Silva.

      “Estou confiante que conseguirei terminar, essa é minha meta principal.”

      Seu maior desafio na natação é a largada. O triatleta acredita que, após todos encontrarem seu espaço, a tranquilidade passa imperar e ele terá tudo para completar a primeira etapa do sonho. Como muitos outros atletas, nos 180km de ciclismo é onde ele sente a maior confiança, mas não pense que ele deve se arriscar demais: “pretendo manter um ritmo confortável que me garanta sair bem para a corrida. E por falar em corrida, aí é que mora meus temores!” – Cristiano Silva

      Leia também:  Sem saber que era impossível, fui lá e fiz, entrevista com Ariane Moticeli

      A maratona, mesmo fora do Ironman, é uma batalha constante entre mente e corpo, dor e emoção, dificuldade e vontade. Realista desses desafios, Cristiano não espera moleza na etapa final dos 226km da prova, mas avisa que não desistirá, afinal quem percorre toda a jornada de treinos e abdicações já é, na verdade, um Ironman.

      Siga-nos ns redes sociais:
      Facebooktwitterrssyoutubeinstagram
      Compartilhe este artigo:
      Facebooktwitterredditpinterestmail

      Comentários

      comentários

        Xterra Brasil

      Leia mais sobre esse assunto