Entrevista com Raul Furtado: “Em 1998 fiz minha primeira prova e de Triathlon e foi paixão à primeira vista”

    Em 03 jul 2012

      Confira o que tem a dizer um dos nomes que mais brilhou no Triathlon brasileiro em 2012:

      MundoTRI: Conte-nos um pouco sobre seu histórico no Triathlon, como tudo começou e evoluiu?

      Raul Furtado: Comecei correndo por incentivo de meu irmão mais velho, que já fazia provas de corrida. Sempre fui apaixonado pela bike e, com 19 anos, comecei a nadar. Em 1998 fiz minha primeira prova e de Triathlon e foi paixão à primeira vista.

      MundoTRI: Você tem um dos pedais mais fortes do Triathlon brasileiro. Seus treinos se baseiam mais em volume ou intensidade?

      Raul Furtado: Puramente qualidade!

      MundoTRI: Prefere cadência mais alta ou baixa?

      Raul Furtado: Big gear, com certeza.

      Foto: Ivan Padovani

      MundoTRI: Sua carreira teve um episódio dramático após um acidente de bike, o que aconteceu?

      Raul Furtado: Bati na traseira de uma carro, tive ferimentos sérios e fiquei um ano afastado. Ouvi da boca do meu médico que não voltaria mais a correr, mas meu pai na época deixou as coisas bem claras: você tem dois caminhos, acreditar que vai ficar bom e fazer tudo que está ao seu alcance para isso ou deixar uma pessoa te limitar. Escolhi o primeiro caminho.

      MundoTRI: 2012 tem sido um ótimo ano para você. O que acredita que o levou a esse salto?

      Raul Furtado: Simplesmente minha cabeça está mais tranquila. Você pode treinar o que for, pois se não estiver com uma boa cabeça não irá a lugar algum.

      MundoTRI: A prova no Ironman Brasil foi dentro do esperado? O que faria diferente?

      Raul Furtado: A prova foi muita disputada, diria que foi a mais disputada da história de Floripa. Pena o vácuo não ter sido fiscalizado da forma como deveria. Fiz o meu melhor naquele dia. Fiquei com minha consciência tranquila, pois fiz uma prova limpa, como dever ser.

      Foto: Ivan Padovani

      MundoTRI: Quais os objetivos para o restante do ano?

      Raul Furtado: Somar alguns pontos a mais para correr Kona em outubro.

      MundoTRI: Raul, como você concilia a via de treinador, atleta, marido e pai? Sobra tempo para fazer seus hobbies?

      Raul Furtado: Tem que haver horário para tudo. Quando você se organiza e cumpre aquilo que se planejou fielmente, você consegue. Meu maior hobby é sair para treinar!

      MundoTRI: Qual seu maior ídolo no esporte (não necessariamente no Triathlon)? Por quê?

      Raul Furtado: Ayrton Senna. Pelo exemplo de humildade e persistência.

      MundoTRI: Para você ser triatleta é…

      Raul Furtado: É meu trabalho, minha paixão, é aquilo que mais gosto de fazer na vida!

       

      Comentários

      comentários